Evento

De olho no futuro: como estará Salvador
daqui a 25 anos?



Mais de 150 pessoas acompanharam o evento “De olho no futuro: como estará Salvador daqui a 25 anos?”, que o Sinaenco promoveu no dia 31 de outubro, no Mercure Hotel. Reunindo autoridades públicas, comunidade técnica, estudantes e diversos representantes da sociedade civil, a cidade de Salvador provou que está disposta a debater seu futuro e tentar recuperar a posição que vem perdendo como principal centro de turismo e negócios do Nordeste do país.

Abrindo os debates, o arquiteto Carl Von Hauenschild, vice-presidente do Sinaenco/BA, fez um histórico dos sucessivos planejamentos para a cidade, desde a época da colônia até os dias atuais, mostrando como esses planos impactaram a cidade e delinearam a Salvador de hoje.

O cenário atual, de acordo com o economista Armando Avena, que palestrou na sequência, não é muito animador: com base em recentes dados, ele defendeu que a cidade está estagnada, enquanto capitais vizinhas como Recife ou Fortaleza apresentam crescimento na participação do PIB na região. Outro ponto preocupante é a perda de turistas, que há tempos contribui de maneira significativa para a economia da cidade: de 2011 para 2012, houve redução de 15% no número de turistas estrangeiros que visitam a Bahia, além de Salvador ter perdido para Fortaleza o posto de segundo destino turístico mais desejado do Brasil.

No último painel do evento, o secretário de Planejamento da Bahia, José Sérgio Gabrieli, esboçou um contraponto ao cenário pessimista apresentado por Avena, pontuando diversas ações que vêm dinamizando o Estado, que não poderia se apoiar apenas em sua capital. Entre elas está o projeto da ponte que ligará Salvador e Itaparica, assim como outros planos complementares de transporte, que foi alvo de qualificado debate entre os presentes. Muitos deles, como é o caso do professor da UFBA, Marcus Alban, defendem a importância da ligação, mas questionam o modal escolhido e sua localização precisa, além do objetivo pelo qual a ponte está sendo erguida.

Clique aqui para ver o programa realizado.


Confira a apresentação do palestrante:



Repercussão na imprensa

Trânsito e transporte são os maiores problemas de Salvador, segundo pesquisa – Aratu Online
Trânsito e transporte são os maiores problemas de infraestrutura – TV Aratu SBT
Via Expressa cria alternativa de trânsito em área caótica de Salvador; veja o que muda – Correio 24h
Estudo mostra que em 25 anos Salvador terá um veículo para cada duas pessoas – Revista Nordeste
Pesquisa aponta mobilidade urbana como maior problema de Salvador – Bahia Econômica
Estudo mostra que em 25 anos Salvador terá um veículo para cada duas pessoas – Tribuna da Bahia
Mobilidade é o maior problema de Salvador, aponta pesquisa – Unibairros
Salvador precisa de planejamento para não parar, diz Sinaenco – Bahia Econômica
Futuro de Salvador. Evento é amanhã (31)! – Construir NE



Galeria de imagens

Plateia
Painel 3 - "Pensando juntos a cidade do futuro: como estará Salvador daqui a 25 anos?"
Rafael Vasconcelos, consultor em logística e transporte
Eduardo Azevedo Tourinho, presidente do Sinaenco/BA, em sua fala de abertura
Arq. Carl von Hauenschild, vice-presidente de arquitetura do Sinaenco/BA e sócio-diretor da URPLAN
Marcus Alban, professor da Universidade Federal da Bahia - UFBA
Armando Avena, economista e ex-secretário de planejamento da Bahia
Plateia durante painel 3
José Sérgio Gabrieli, secretário do planejamento do Estado da Bahia
Horácio Brasil, ex-secretário de transportes de Salvador